segunda-feira, 8 de abril de 2013

Partiu...




Partiu



Palavras sufocadas,
Sentimentos rasgados,
Coração dilacerado

Com a falta que você me faz.
Dias nublados,
Noites sem estrelas,
Luar sem lua.
Restou a poesia com toda a
Dor do amor que partiu...
Sonhando com o regresso,
Ansiando pelo reencontro,
De duas vidas,
Que a vida separou.



Lis Fernandes

19 comentários:

✿ chica disse...

Lindo, intenso sentimento em poesia. Bela e melancólica inspiração! beijos,linda semana,chica

isa disse...

Como me tocaram estas palavras num lindo poema.
Conseguiste transmitir a dor da partida,da separação de dois apaixonados.
Beijo.
isa.

Ives disse...

Que linda e suave poesia, e já sentimos que as palavras nasceram dentro de um torvelinho...criaram asas e agora é poesia! abraços

Vivian Fernandes de Goes disse...

Bom dia,mana!!

Que bela e triste poesia!
A inspiração anda a 1000 por aqui!!
Muito bom!
Beijos!

Rô... disse...

oi Lis,

incrível como as palavras fluem em suas escritas,
são como novelos de lã,que tem a maciez e vão se desenrolando conforme a necessidade...
adorei,mesmo com a separação...

beijinhos

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Lis
Resta da esperança do retorno para amenizar a dor.
Boa semana
Bjux

Majoli disse...

Minha querida, a dor da separação está clara em tuas palavras.
Linda poesia!

Beijos de uma semana de muita paz.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Que poema tristinho, amiguinha. Mas muito lindo, foi intensa, profunda. Parabéns.... beijosssss.

Vera Lúcia disse...


Olá querida Lis,

Lindamente retratada a dor de uma separação e a esperança do reencontro.

Há muita poesia, sentimento e beleza no poema.

Ótimo início de semana.

Beijo.

cris padilha disse...

Bonito Lis!!! Todo poema sempre tem algo de melancólico, né?? Bjs querida amiga!

Roberta Maia disse...

Dores assim...só força de vontade para superar e ter como ajudante, o tempo!!!

Beijossss!!!
Linda Semana!!!

MARILENE disse...

Com a dor da despedida deixa-se de ver as belezas da vida. A alma entra em estado de melancolia e tudo nos parece nublado e triste. Quando ainda se espera pelo reencontro, resta a ansiedade, com a qual também é difícil de se conviver. Bjs.

Kellen Bittencourt disse...

Oiii Lis, muito chato qdo a vida nos separa de quem amamos, seja um grande amor ou até mesmo um amigo ou um familiar! Bjooooossss

Élys disse...

Lindo poema!... porém a esperança é uma chama que deve estar sempre acesa.
Beijos.

Mateus Medina disse...

A vida tem dessas coisas. Algumas vezes é passageiro, mesmo a gente achando que é definitivo...

bjos

Ives disse...

Olá Srta! ´Foi com grande felicidade que vi seu comentário no meu segundo blog! Fique a vontade para posta-lo onde desejar. Felicidade e agradecimentos! abraços

ONG ALERTA disse...

A vida segue seu rumo....
Beijo Lisette.

Lita disse...

Que lindo!!!! Tocou fundo no meu coração...
Beijos e uma ótima semana.
Lita

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Nossa arrepiou minha alma.
Lindo demais, mas tão triste, mas poesia é assim, as vezes triste e as vezes alegria, não mandamos na inspiração...beijinhos no coração.